Thursday, January 7, 2010

Max de Castro, Part III: Max de Castro

Max de Castro
Max de Castro’s eponymous third album is my least favorite of the two featured here so far. I didn’t find myself as engrossed with the songs…I felt some of them lacked direction or that his trademark experimental musicality that hooked me on his other two releases wasn’t as spot on. Like they say here in Angola, “os gostos não se discutem, lamentam-se.” (You don’t argue with another’s taste, you merely deplore it. It sounds so much better in Portuguese.) That is not to say, though, that there are no great tracks on this record. Sempre aos Domingos and Depois da Festa are my favorite two jams on this album and they flow seamlessly into one another. I like them because they remind me of the Max de Castro of the previous two albums. Sempre aos Domingos is a slightly silly track but it definitely chronicles my perfect type of Sunday – late wake-ups and loads of food, yes please. Depois da Festa starts off all mellow and chilled out but then midway through it snaps you out of your reverie with a rocky, energetic beat, just to make sure you were paying attention, and then it goes back to its original laid back feel. Two great tracks from an OK album, but now I’m more curious than ever to see what de Castro has in store for his fourth release. Balanço das Horas, coming soon!

Sempre aos Domingos
Depois da Festa

O terceiro album do Max de Castro não é tão bom como os outros dois, que tive o prazer de destacar aqui neste espaço. Senti que as músicas estavão um pouco a deriva do que me tinha habituado. Se nos outros CDs ouvia o disco de uma ponta a outra sem ter que avançar nada, já neste não foi a mesma coisa. Mas isto não é para dizer que este CD não seje bom. Em realidade, é interessante, só peca mesmo por ter antecedentes muito mais que interessantes. E isto são só os meus gostos...como se diz aqui na terra, os gostos não se discutem, lamentam-se. No entanto, gostei muito dos sons Sempre aos Domingos e Depois da Festa. A melhor forma de os ouvir é mesmo um depois do outro, complementam-se lindamente. Sempre aos Domingos é um som de bom humor e também uma homenagem ao meu tipo de domingo, daqueles em que só se sai da cama depois das 10. E o Depois da Festa é enganador: começa devagar, com um vibe calmo, mas de repente ao meio da canção agarra-te pelos tímpanos no ritmo frenético pra ver se estavas mesmo a prestar atenção. São duas excelentes músicas de um disco assim-assim, e agora estou muito curioso para ver o que fará o Mr. De Castro no seu quarto álbum. Balanço das Horas, em breve!

1 comment:

Entertainment Booking Agency said...

I absolutely admire your blog.I can see you are putting a lot of effort and hard work on your posts, I'm sure I'd visit here more often. You may also want to visit my site. It's about impersonator, acrobatics, unicycling, mentalist and a lot more about other forms of entertainment. Just check it out...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...